Acordos bilaterais e intercâmbio entre EUA e Brasil

O deputado Jaiminho Martins (PSD-MG) e outros parlamentares participaram de um almoço com a embaixadora dos Estados Unidos no Brasil, Liliana Ayalde, nesta quinta-feira, 28, em Brasília. Em pauta, acordos bilaterais entre Brasil e Estados Unidos. No encontro foi discutida a importância dos intercâmbios comercial, cultural e de tecnologia entre os dois países. A embaixadora ressaltou já ser muito forte a relação entre os dois países, mas que esta troca pode ser ainda mais intensa.  Jaime Martins destacou o fato de os Estados Unidos serem o maior parceiro comercial e cultural do Brasil e que o intercâmbio entre os dois países é muito importante.

A embaixadora concorda com a grande aproximação que o país tem com o Brasil e comprova isto em várias estatísticas como o número de brasileiros que vão estudar em faculdades americanas. Liliana citou ainda o fato de São Paulo ser a cidade que mais emite vistos americanos em todo o mundo. Ao todo, segundo Liliana, no Brasil são emitidos por ano 1,3 milhão de vistos para os Estados Unidos por ano.

A discussão girou principalmente em torno de quatro acordos bilaterais. Um deles, o DCA, acordo de cooperação em matéria de defesa, assinado em 2010, está tramitando na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara e será enviado ao Senado. Outro assinado em 2014 para melhoria da observância tributária internacional e implementação do FATCA, uma legislação americana que visa combater as práticas de erosão da base tributária e transferência de lucro. A embaixadora apresentou ainda o acordo Céus Abertos, que está na Casa Civil, e visa aumentar a frequência de voos de passageiros entre os dois países. E por fim, outro acordo que facilita a troca de informações entre os dois países. A intenção é que a presidente Dilma Rousseff leve estes acordos já ratificados à visita de Estado que fará aos Estados Unidos em 30 de junho.

Intercâmbio de informações e de tecnologia

No encontro, o deputado ressaltou que visitou o país em missão oficial 2013 e conheceu a fundo como é feita a exploração do gás de xisto em vários estados americanos. “Percebemos como o país avançou na questão da autossuficiência de energia e como isto foi importante para o desenvolvimento da economia local”, afirmou o parlamentar destacando a importância do intercâmbio de informações e de tecnologia.  O parlamentar acrescentou ainda que um dos “grandes itens da pauta na relação com os Estados Unidos é o minério de ferro”.   Também participaram do encontro os deputados federais Antonio Carlos Mendes Thame (PSDB-SP), deputado Benito Gama (PTB-BA), Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR).