Jaiminho Martins visita Central de Regulação do Samu Centro-Oeste

O deputado federal Jaime Martins (PSD/MG) visitou na manhã de hoje (16.10), a Central de Regulação do  Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Centro-Oeste, em Divinópolis. Recepcionado pelo secretário executivo do CIS-URG e coordenador do Samu, José Márcio Zanardi, Jaiminho acompanhou como os atendimentos são realizados, conheceu as estratégias de logística, das equipes de trabalho (motoristas, socorristas, médicos, enfermeiros) e discutiu melhorias para melhorar os atendimentos nos municípios que integram o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Ampliada Oste (CIS-URG ).

“O Samu trouxe um progresso evidente para a nossa região. Estar aqui, acompanhar os trabalhos que vendo sendo realizados é o minimo que posso fazer. Por isso, venho trazer nosso apoio e dizer da satisfação de fazer parte dessa construção desde o início”, disse o parlamentar.

Durante a visita, foram apresentamos algumas demandas por parte do CIS-URG e o deputado Jaime Martins se comprometeu em analisar os pedidos. ” O Samu atende a 54 municípios e beneficia cerca de 1,2 milhão de habitantes e, atualmente, existe a necessidade de um VIR (Veículo de intervenção rápida) e de novas ambulâncias para o Samu Centro-Oeste e nós vamos analisar os detalhes desse pedido. Todo bom projeto e aquisição em prol da nossa região, merece e tem meu total apoio”, declarou.

O Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Ampliada Oeste (CIS-URG), conta com 31 ambulâncias, que estão distribuídas em 23 municípios, e uma Central de Regulação , sediada em Divinópolis. A equipe é composta por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e condutores socorristas, dando suporte a 54 cidades que integram a região Centro-Oeste.

 

O Samu 192 deverá ser acionado nos casos de:

• Dores no peito de aparecimento súbito;

• Situações de intoxicação e envenenamento;

• Queimaduras graves;

• Trabalhos de parto com risco de morte da mãe ou do feto;

• Problemas respiratórios graves;

• Crises convulsivas;

• Acidentes graves (trânsito, choque elétrico, atropelamento, afogamento);

• Tentativa de suicídio;

• Perda de consciência (desmaio);

• Sangramento/ hemorragia;

• Na transferência inter-hospitalar de doentes com risco de morte.

 

Elias Costa / Assessoria de Imprensa